Precisamos falar sobre a mordaça

Homens são calados nas esquinas

As mulheres são amordaçadas nas ruas

E eu, eu estou dentro de uma caixa fechada

Sem buracos, então como respirar?

Deixa eu te contar uma coisa

Eu estou certa, você está errado

Eu posso ser verde, azul ou vermelho

Eu posso falar, então deixe-me falar

O que diriam os revolucionários?

O que pintaria Frida Kahlo?

O que diriam desse silêncio

Silêncio forçado em nossas bocas

Imagina se Machado tivesse sido silenciado?

Nem do vencedor seriam as batatas

Ou até mesmo Will censurado?

Não ser é que seria a questão

Eles esqueceram dos encantos

E nos deixaram só com os prantos

Os mesmos que lutam pela voz

Cortam tantos microfones

As palavras estão com medo

Escondidas embaixo das escadas

Porque se não somos iguais

Você que permaneça calado

Os miseráveis cantavam os sonhos

Tão diferentes do inferno que viviam

E hoje os próprios tigres revolucionários

Nos atacam a noite enquanto dormimos

Recebi um roteiro do que dizer

De duas cores diferentes

Pinto em minha tela duas faces

Que querem ditar o que levo na minha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s