Jequitibá(r)

Já viu que uma flor

Mesmo que bem escondida

Ainda parece no pé

E traz a paz que a gente precisa?

 

Por muito tempo vaguei perdida

As pedras machucando as bolhas dos pés

Mas foi só ver a cruz da Igrejinha

Que encontrei o caminho de volta

 

E olha só que durante o caminho

Alguém vendia o mundo por um real

Eu compro senhor vendedor

Mas só posso pagar com um abraço

 

Um abraço por um mundo?

É claro que eu te vendo

Só que você tem que prometer

Não carregá-lo em suas costas

 

A, mas quanto a isso não se preocupe

Vê aqueles pés lá na lagoa?

São os outros braços que vão me ajudar

E assim o mundo ficará um pouco mais leve

 

Apressei o meu passo e os alcancei

Mas ora, me atrasei para o casamento

A lagoa se transformou em praia

E meus joelhos se dobraram sobre o altar

 

Mas ele foi interrompido de repente

Oh céus você tem uma amante

Não adianta mais, me solta

Parti o mundo que estava nas minhas mãos

 

Corri para o banco da praça

E lá ouvi o som do radar apitando

Eram as risadas, os nomes

Maria

 

Na profissão de nossa fé

Na confissão de nossos segredos

Eu finalmente entendi, senti

Somos infinitos

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s