Ensaiando palavras

Estava eu, em mais uma de minhas aulas de dança, ensaiando dedicadamente uma coreografia montada com muito amor. Meu professor, sabiamente, nos parou no meio de uma complicada sequência e simplesmente disse que ser coreógrafo é algo um tanto quanto desafiador e que a pessoa surta mesmo. Se pudéssemos entrar dentro da cabeça de um … Mais Ensaiando palavras

Derretendo

Oh coração pulsante Voltaste a bater lentamente Ouça a voz que te clama E abrigue o coração que chama   Eu quero sentir sua palma na minha A boca vizinha Que se entrega a você   Eu conto as horas como conto os passos Eu canto a alma como canto a calma Em prantos eu … Mais Derretendo

A máquina de Helena

Havia finalmente chegado o grande dia. Era um ritual de passagem na família. Todos os primogênitos passavam por isso. E na maioria das vezes eram as meninas, era quase uma tradição na família terem primogênitas. Ninguém tinha muita escolha, era assim desde sempre. Então enquanto as outras garotas de sua idade ganham computadores, Helena ganhou … Mais A máquina de Helena

Sempre vivemos no castelo – Shirley Jackson (Resenha)

Os castelos são figuras imponentes e magnificas que significam, além de poder e realeza, o passado. As pedras em suas paredes preservam uma realidade fora de seu tempo. Suas muralhas, fortes, fecham o mundo interior e as pessoas que lá moram ficam em sua bolha atemporal. Hoje, quem olha para um castelo logo imagina a … Mais Sempre vivemos no castelo – Shirley Jackson (Resenha)

Nildrien – O Pergaminho – Manoel Batista (Resenha)

O dia que dragões, clérigos, magos, feiticeiros e lutadores saírem de moda eu acho que me aposento do mundo literário. Eu nunca me canso de ler suas incontáveis aventuras e certamente sempre estou com as malas prontas para partir com eles em suas longas jornadas e missões. É claro que meu conhecimento de luta, para … Mais Nildrien – O Pergaminho – Manoel Batista (Resenha)

Jequitibá(r)

Já viu que uma flor Mesmo que bem escondida Ainda parece no pé E traz a paz que a gente precisa?   Por muito tempo vaguei perdida As pedras machucando as bolhas dos pés Mas foi só ver a cruz da Igrejinha Que encontrei o caminho de volta   E olha só que durante o … Mais Jequitibá(r)

Compaixão

Eu tava passeando distraída por ai Por essas banda que nem o sol bate Lasquei o dedo na pedra e no chão cai Aonde fiquei esperando meu abate   Logo, logo eu fraquejei Cadê a coragi pra levantá? Então deitada quietinha eu fiquei Já que ninguém queria me ajudá   Passava cada homi forte perto … Mais Compaixão